Após sairmos do Fortaleza, fomos conhecer o Itaimbezinho. Esse é o cânion mais famoso da região. Ele tem cerca de 5,8 km de extensão e 720 metros de profundidade. Pode ser conhecido por três trilhas, sendo duas no alto do cânion, com entrada por Cambará do Sul – RS e uma trilha na parte de baixo, onde fica o rio que passa no meio do cânion, com entrada por Praia Grande – SC.

Chegamos por volta de 3 horas da tarde, mas já estava meio tarde, então não pudemos fazer a trilha do cotovelo, que tem cerca de 6 km e no final há um mirante de onde se tem uma visão geral do cânion. Fizemos a trilha do vértice, que é bem curta, mas de onde é possível ver a cascata da Andorinha e o véu da noiva.

A vista geral dessa trilha é bonita, mas devido a vegetação abundante e  o cânion tem formato curvo, não é possível ver os paredões tão bem como no Fortaleza.

itaimbezinho1

O rio que forma a cascata aparece na parte de baixo dessa foto…

itaimbezinho2

Aqui aparece a cascata da Andorinha…

itaimbezinho3

Essa parte do cânion que visitamos, é “pequena” se pensarmos no tamanho todo dele, vou mostrar de satélite para que vocês entendam…

itaimbezinho4

Estão vendo a marca amarela, então é ali que estávamos…

 

itaimbezinho5

A foto acima mostra as duas trilhas que são possíveis de serem feitas na parte de cima do cânion. Como chegamos as 3 horas, não pudemos fazer a trilha do cotovelo, porque leva cerca de 2 a 3 horas e o parque fechava as 5 horas. Então fizemos apenas a do vértice, que tem um visual incrível, mas onde vemos apenas uma pequena parte.

itaimbezinho6

Esse mapinha acima mostra os três cânions que visitamos. Não achei um melhor, mas esse dá pra entender.

Na parte de baixo do cânion Itaimbezinho, que fica em Praia Grande – SC, é possível fazer a trilha do Rio do Boi, mas como não abre na segunda-feira e é uma trilha moderada (para os mais aventureiros e adeptos de trilhas), optamos por não ir e fazer a do Malacara. Não nos arrependemos!!!

O próximo? Cânion Malacara, aguarde!

Deixe uma resposta