Depois de nos divertirmos muito em Canela e Gramado, chegou a hora de nos despedir e continuar nosso roteiro.

Nossa próxima parada seria Montevidéu, no Uruguai. Saimos após o café da manhã e viajamos o dia inteiro, chegando a noite em Jaguarão que é uma das cidades que faz fronteira com Rio Branco no Uruguai. Chegando lá, procuramos uma pousada para podermos descansar. Ficamos na Pousana Artisan, que fica no centro da cidade e bem pertinho da ponte para Rio Branco, chamada de Ponte Internacional Barão de Mauá.jaguarão1

Foto:  Scheridon

 

A pousada é recomensadíssima se você passar por lá, as instalações são bem novas, os quartos são grandes e arejados. A dona da pousada e a família são muito simpáticos e solícitos, nos deixaram bem a vontade, tanto que na volta passamos por lá novamente.

No dia seguinte, após o café da manhã, fomos para Rio Branco que tem muitas lojas free-shop, fizemos algumas comprinhas básicas (os preços estavam muito bons) e depois continuamos nossa viagem.

Paramos para abastecer o carro, que usa diesel, mas achamos caro demais. Enfim, seguimos em frente, paramos na imigração, registramos a entrada no País e fomos em frente.

Uma coisa me chamou a atenção, o solo de lá é bem plano, sem muitos altos e baixos e as estradas são boas, difícil ver carros por ali.

jaguarão2 jaguarão3

 

Chegamos a Montevidéu no final da tarde, o trânsito já estava bem ruim naquele momento, mas o pior foi tentar achar a rua do hotel, porque ninguém conhecia o nome da rua e não havia mapa de ruas ou mapa turístico nem no posto turístico. Achamos a rua por acaso e fomos para o apartamento que alugamos, muito fofo falando nisso. Saímos apenas para ir a casa de câmbio e no mercadinho ao lado, para comprar comida.

Montevidéu? Já já conto nossa experiência.

 

Deixe uma resposta